Suéter com manga raglan

Posted by .:Tricoteiras:. Posted on mar - 10 - 2010

A manga raglã estende-se da gola ao punho. É presa ao corpo de um Andrea Botto, modelo, advogada e gateiracasaco ou vestido por meio de costuras diagonais, que vão desde o pescoço até embaixo do braço, permitindo maior mobilidade. Inicialmente, essa manga era uma característica do casaco raglã curto de lã, mas desde o final do século XIX vem sendo adaptada a inúmeras outras peças.

A seguir, uma receita de um suéter simples, tricotado em ponto jersey, sem costuras laterais. Como o trabalho é todo tecido na agulha circular, você sempre tricotará pelo lado direito da blusa.
 
Tamanho
Médio (42)
 
Amostra
11 pontos x 16 carreiras = 10cm
 
Material
7 novelos de lã Giorgio, da Aslan, ou compatível
Agulha circular 7 e 8mm.
 
Execução
 
Para as mangas:
A manga do raglan é tecida aberta. O fechamento é uma das poucas costuras deste trabalho.
Na agulha 7, coloque 28 pontos. Tricote 8 carreiras em ponto barra 2×2 e mude para a agulha 8mm.
A partir daí, a cada 6 carreiras, aumente um ponto de cada lado.
 
*** Dica: aumente sempre entre os pontos 2 e 3 e a dois pontos do fim da carreira para um melhor acabamento da sua peça.
 
Continue aumentando nesse esquema até chegar à altura desejada – meça sempre pondo a peça embaixo do braço, na axila, até que o punho chegue no comprimento certo.
 
Ao terminar, não arremate ainda. Prepare-se para emendar no corpo.
 
 
Andrea Botto, modelo, advogada e gateiraPara o corpo:
Na agulha 7, coloque 110 pontos – ou seja, 55 pontos para a frente e 55 pontos para as costas. Coloque os marcadores no início e entre os pontos 55 e 56, e feche o círculo com cuidado para não ficar torcido.
Tricote 8 carreiras em ponto barra 2×2 e mude para a agulha 8mm.
A partir daí, a cada 6 carreiras, diminua 4 pontos, sendo:
 
* 1 mate simples três pontos antes do primeiro marcador;
* 1 ponto duplo três pontos depois do primeiro marcador;
* 1 mate simples três pontos antes do segundo marcador;
* 1 ponto duplo três pontos depois do segundo marcador.
 
Faça isso por 30 carreiras ou mais, caso deseje um suéter mais comprido.
Após ter feito 5 diminuições (você deve ter menos 20 pontos no seu trabalho, então), tricote por 6 carreiras e então comece a aumentar no mesmo esquema das diminuições, ou seja, aumentando um ponto sempre três pontos antes/três pontos depois do marcador, até ter novamente 110 pontos na agulha.
 
Neste ponto, emende as mangas.
 
Como emendar as mangas
Tricote a frente do trabalho, os primeiros 53 pontos. Arremate os próximos dois pontos até chegar o marcador e continue tricotando a manga. Ao final da manga, volte para o corpo da blusa da seguinte forma: arremate os dois primeiros pontos, tricote os próximos 51, arremate os próximos dois pontos (2+51+2 = 55 pontos) e faça a mesma coisa com a outra manga.
 
Coloque marcadores no início e no fim de cada manga. Em carreiras alternadas, faça as diminuições da seguinte maneira:
 
1 mate simples dois pontos antes do marcadorAndrea Botto, modelo, advogada e gateira
2 pontos juntos dois pontos depois do marcador
 
Tricote por mais 2 cm e comece a fazer o decote: mate o ponto central da blusa e, a partir daí, você vai começar a tricotar pelos dois lados (direito e avesso), diminuindo um ponto no início e no fim da carreira a cada quatro carreiras para formar o decote.
 
IMPORTANTE: Todas as diminuições, das mangas e do decote, devem ser sempre feitas do lado direito do trabalho (em ponto meia).
 
Faça isso até sobrarem apenas 5 pontos do que seriam as mangas. Arremate e costure os ombros.

Categories: Blusas e afins, Receitas

Comments are closed.