SOS Amostra

Posted by Clara Beauty Posted on ago - 20 - 2012

 

Depois que a gente lançou a campanha da amostra, muita gente veio com a mesma reclamação: a minha amostra nunca dá certo!

Fomos investigar e descobrimos o que as pessoas estavam fazendo de errado. Confira a lista abaixo e veja se você comete algum desses erros.

 

1- Amostra pequena demais
Sabemos lá se por preguiça ou por pena de gastar fio, mas tem gente por aí que faz amostrinha de 3cm. Não rola, né? Amostra tem que ser feita grande, sem miséria, em um tamanho que você consiga medir pelo menos 10cm e ainda sobre dos lados.

Isso porque você tem que considerar os decimais. Por exemplo, em 10cm de amostra você consegue medir 22 pontos. O que significa que 1cm tem 2,2 pontos. Porém, em uma amostrinha de 3cm, você jamais consideraria 6,6 pontos, certo? Provavelmente você arrendondaria 6, e na hora de calcular o centímetro, teria 2. E aí, para fazer uma peça com 100cm, por exemplo, invés iria colocar 200 pontos na agulha e não 220, como seria o correto. Sim, esses 20 pontos a mais fazem TODA a diferença em qualquer peça.

Moral da história: faça uma amostra GRANDE. Depois você pode desmanchar e incorporar a receita. Não se preocupe se o fio parecer “mastigado”. Depois de lavar algumas vezes, esse “efeito” some.

 

2- Amostra sem lavar e sem blocar Isso não é frescura: alguns fios tem a propriedade de esticar ou encolher. Uma vez que você lave e deixe secar esticado, saberá exatamente quanto aquele fio cresce ou diminui. Então, depois desse processo, você pode medir e calcular com segurança o tamanho que você quer.

Além, pense que sempre é possível o fio desbotar e aquele efeito que você queria dar com as cores pode ficar comprometido. Lavando, você evita surpresas.

 

3- Fita métrica com defeito

Essa história não é uma lenda urbana. Eu ouvi da boca da vítima da fita métrica temperamental. Quando estava calor, ela media uma coisa. Quando estava frio, ela media outra. Sério.

A fita já estava tão velhinha que ficou gagá. Em algumas partes ela esticava se a pessoa puxasse um pouco mais. Então, verifique o estado da sua e, se for o caso, aposente e arrume outra.

 

4- Erro nas contas
Já falamos um pouco disso no item 1, mas é tão sério que a gente repete aqui: considere os decimais.

Se em 10 cm você tem 28 pontos, em 1cm você terá 2,8. Nem 3, nem 2,5, muito menos 2. É 2,8.

Ai digamos que a sua medida deu 104cm. Pelas contas, o número de pontos que você tem que colocar na agulha é 291.2. AÍ, SIM, você pode cortar ou adicionar pontos. Esse número quebrado pode ser apenas 291, ou 290, ou 292, de acordo com o número de pontos que você precisa para fazer o que for pedido na receita.

Ou seja, o ajuste dos pontos se faz DEPOIS que você obteve o número inicial de pontos que tem que começar. NUNCA antes!

 

5- Falta de fé (na amostra)
Ok, mas você é daquelas tricoteiras que faz a lição de casa: sua amostra tem 20cm, lavada e blocada, considerou os decimais, os centésimos e até os milésimos. E, mesmo assim, as contas iniciais não batem co o resultado final. Qual é o problema então?

Isso sempre acontecia comigo antes. Eu tirava as minhas medidas, fazia todas as contas e…. duvidava. “Como é que pode ter dado SÓ isso? Vou por mais uns pontinhos aqui, por segurança”. E o resultado era que esses pontinhos a mais transformavam a minha peça, que deveria ser M, em GG.

Então, faça e refaça as contas o quanto quiser, mas, uma vez concluída essa parte e os números obtidos, acredite neles. Nada de tirar ou por a mais.

Categories: Tira-dúvida

2 Comentários nesta postagem.

  1. Iris disse:

    Muito bom! Estou tentando virar adepta! Para a blusa do namo fiz a amostra. Se deu certo, vamos ver em breve no blog… (suspense)

  2. Benaia disse:

    Faço tricô na máquina e muitas vezes passo vontade com tantos modelos lindos feito à mão há uma maneira de reverter essa medida para a máquina,obrigada.